O serm o popular de Ant nio Vieira

Por S rgio Foga a

    Tem nome de padre, mas compositor popular. F de Charles Chaplin, sua gra a viver tranq ilo, com um acervo de 300 m sicas j compostas. O maranhense Antonio Vieira diferente de muita gente que "sustenta" 82 anos de vida. Ele prefere "exibir". Comp e desde os 16 anos e ficou famoso em todo o Pa s quando sua conterr nea, a cantora Rita Ribeiro, gravou a m sica Cocada em seu primeiro CD. Al m do sucesso popular, o reconhecimento veio tamb m por meio da indica o da m sica para o Pr mio Sharp, na categoria Melhor Can o. Sua trajet ria aut ntica. Embora reconhecido num pequeno c rculo musical, teve que trabalhar em v rias outras fun es para se sustentar. "Aqui no nordeste ningu m pode viver de m sica porque uma regi o muito pobre", diz. "Acho que tem muita gente trabalhando em m sica nesse Pa s, mas falta oportunidade, abertura e sensibilidade dos dirigentes." E p e falta de sensibilidade nisso. Conversando com ele descobrimos que existe um acervo fabuloso nos arquivos p blicos do Maranh o. Obra de um abnegado padre que durante anos percorreu v rios munic pios do Estado para recolher partituras e registros de in meros compositores. "S o mais de 2 mil partituras", atesta Vieira.

   Ano passado, o reconhecimento veio por meio de um belo registro chamado "O Samba Bom", primeiro trabalho solo da carreira do compositor, gravado ao vivo no Teatro Arthur Azevedo, em S o Lu s, no Maranh o. Como merece, ganhou a companhia de grandes nomes no show e no registro do CD. Estavam com ele Sivuca, Elza Soares, C lia Maria, Rita Ribeiro e Zeca Baleiro, que produziu e idealizou esse trabalho. Em sua longa trajet ria, Antonio Vieira participou durante muitos anos de grupo de choro, escreveu o livro "Preg es de S o Lu s", em parceria com Lopes Bog a, e participou de shows importantes para a sua carreira que s esquentou quando j estava perto de completar 80 anos, a exemplo de outros grandes nomes da m sica brasileira, s reconhecidos com um pouco de sorte. Leia a seguir entrevista de Antonio Vieira para a P gina da M sica.

Leia:

O come o de tudo

A presen a de Rita Ribeiro e Zeca Baleiro na carreira de Ant nio Vieira

O artista inventa o samba-macumba

Os compositores brasileiros