CD's Janeiro 2002

Adriana Maciel - "Sozinha Minha"

Este o segundo trabalho solo da cantora e atriz Adriana Maciel, que, a partir dos palcos, firmou sua carreira como int rprete. O repert rio tem sonoridade eminentemente pop criativo com ela interpretando sua maneira Lob o, Chico C sar, Paulinho Moska, Vitor Ramil e Zeca Baleiro, entre outros. Com produ o de Sacha Amback, o CD come a com Sozinha minha, de Lob o, mostrando o lado mais doce do lobo. Sons eletr nicos e cordas convivem muito bem aqui e no resto do trabalho. De Thedy Corr a, Adriana interpreta Deixa o sol entrar. Um clima psicod lico e envolvente passeia pela can o que termina no melhor estilo "Hair" com a frase "deixa o sol / deixa o sol entrar". A terceira N o deveria se chamar amor, de Paulinho Moska, com mais cordas, viol o do pr prio Moska e caj n de Marcos Suzano. Depois vem Deixa eu me perder, Vitor Ramil e Andr Gomes. Adriana n o deixa de gravar o ga cho Vitor Ramil. Em seu primeiro CD tamb m tinha a presen a do compositor. A quinta faixa Amargo, de Zeca Baleiro, outro que a cantora j havia gravado antes. Ainda da mesma praia de compositores, Adriana escolheu Menos de doer, mais de doar, dos contempor neos e parceiros de Zeca Chico C sar e Carlos Careqa. Uma letra sofisticada. Depois o CD segue com uma introdu o de guitarra tradicional e balan o marcado em Meio da rua, de Jo o Nabuco. Tudo para valorizar ainda mais a voz e o canto de Adriana. Segue com A ilus o da casa, tamb m de Vitor Ramil, numa bela can o. A nona faixa Coisas de voc , com mais Vitor Ramil, que traz o produtor do disco Sacha Amback ao piano ac stico e no certeiro arranjo para as cordas. Ramil deve ter ficado bem feliz. Em seguida vem Quase ao alcance do olhar, de Chris Braun e Andr Estrella, com sonoridade mais densa, ao mesmo tempo em que leva para um clima de ciranda e sonho. Teatral. O trabalho encerra com Voltar, de Celso Fonseca, e, na emenda, Prel dio, de Newton Carneiro, com Adriana na flauta e Sacha Amback no teclado. Na verdade, essa "emenda" dura mais de um minuto em sil ncio entre as m sicas. Adriana Maciel lan a "Sozinha Minha" em S o Paulo este m s. Ganhe ingressos para o espet culo. Lan amento Jam Music. www.jammusic.com.br . (Por S rgio Foga a)

 

Alexandre Birkett e Washington Soares - "Feira Livre"

Uma das mais perfeitas tradu es do jeito brasileiro s o as feiras livres, que inspirou o t tulo deste trabalho de Alexandre Birkett e Washington Soares. Este j o segundo CD da dupla. O primeiro chama-se "Trem pra Ribeir o". "Feira Livre" tem, de fato, uma sonoridade bem brasileira, que tamb m o tema das m sicas. O CD abre com Chiquita. De Birkett, definida como um carimb estilizado e quase samba de roda. A m sica foi inspirada numa cachorrinha chamada Chiquita. Depois vem Viva S o Jo o!!!, tamb m de Birkett, trazendo toda ambienta o poss vel para se lembrar das festas juninas. Bicho pregui a, de Birkett a terceira faixa, com uma inspirad ssima execu o de Birkett s , na viola caipira. Depois vem Posto de monta, uma can o de dom nio popular, cujo ambiente s o os coretos e bandinhas de pra a do interior, segundo o encarte do CD. O clarinete de Ezequias Ferreira puxa a melodia. A quinta Engenho S o Jorge dos Erasmos, de Birkett. Uma homenagem ao velho engenho da ilha de S o Vicente. A m sica parece que passeia por v rios ambientes e conta a hist ria do engenho. Em seguida vem Gaia, de Birkett, uma sofisticada bossa nova com a eleg ncia das cordas: cello, violino, viol o e baixo ac stico. Esta o Paranapiacaba, de Birkett, traz um charmoso solo de cavaquinho dele mesmo, escorado no baixo ac stico de Washington Soares e o pandeiro de Roberto Biela. O ritmo um oportuno chorinho lembrando as origens desse g nero que tanto passeou pelas ferrovias. O berimbau de Duda Mendes puxa Saci, a pr xima m sica. Um samba em tr s por quatro. Depois vem uma can o de Soares, feita em 1994. Fogo na chaleira traz uma linda melodia, entre arranjo de cordas e o solo de viola de 10 cordas de Birkett. A d cima Samba do amanhecer, tamb m de Soares. Um samba r pido com marca o precisa dos instrumentos. Segue com a can o que deu t tulo ao CD, feita por Soares. Frevo, Pernambuco, bom gosto no naipe de metais e pandeiro de Guelo. de Birkett a composi o e execu o solo de viol o em Santa F , a d cima segunda m sica do CD. O viol o em seu estado mais puro e intimista. Eterna, de Soares, traz uma conversa sincera entre os instrumentos dos parceiros deste disco. Uma confraterniza o. O trabalho fecha com Milongueiro, de Soares, uma pe a solo para contrabaixo inspirado no tango. Lan amento Independente. Contatos: abirkett@terra.com.br (Por S rgio Foga a)

 

Bai o de Corda - "A Dan a da Moda"

Formado por seis jovens cariocas Andr Arag o (voz e viol o), Rodrigo Marchevsky (sanfona), L o di Mola (zabumba e voz), Dudu (tri ngulo e voz), Fernando Maranh o (baixo) e Andr as (guitarra e voz) , o grupo Bai o de Corda, seguidor do forr p -de-serra de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Jo o do Valle, lan a seu primeiro disco, "A Dan a da Moda". Uma mistura de xaxado, xote, bai o e coco em m sicas de Dominguinhos, Ednardo, Luiz Gonzaga, Jo o do Valle, Z Dantas e Nando Cordel, estas com novos e belos arranjos. Al m delas, outras cinco m sicas pr prias e in ditas comp em o CD. S o elas: do Borogod , Saudade de voc , Pena de mim, Toda cor e Boizinho brasileiro, que j est o na ponta da l ngua do p blico que gosta de um bom forr . Dos mestres, o disco traz P do lajeiro (Jo o do Valle, Jos C ndido e Paulo Bangu), Pra se misturar gostoso (Dominginhos e Nando Cordel), Rasgo de lua (Geraldo Azevedo e Carlos Fernando), Enquanto engoma a cal a (Ednardo e Glim rio), Ponteira (S rgio Habib) e Dan a da moda (Luiz Gonzaga e Z Dantas). Para adquirir: www.remixnews.com.br .

 

Duo Canta Viola - "Colcha de Retalhos"

O CD "Colcha de Retalhos", do Duo Canta Viola, uma homenagem dupla Cascatinha & Inhana, que vendeu meio milh o de discos no final da d cada de 50. Gravado apenas com a utiliza o da viola caipira e do viol o, o disco tem 11 m sicas destacadas da dupla homenageada e duas can es in ditas do Duo Canta Viola, formado pela violonista, cantora e compositora paulista Laura Campan r e pelo violonista Z da Terra. Est o no repert rio Meu primeiro amor (Herm nio Gim nez, numa vers o de Jos Fortuna e Pinheirinho J nior), Flor do cafezal (Carlos Paran ), Chu chu (Pedro S Pereira e Ary Pav o), bem cedo (Z Terra e Luisa Gimenez), Anahi (Oswaldo Sosa Cordero, em vers o de Jos Fortuna), Sertaneja (Ren Bittencourt), ndia (M. Ortiz Guerrero e J. Asunci n Flores), que rendeu dois trof us Roquete Pinto a Cascatinha & Inhana, em 1951 e 1953, Rolinha (S. Yradier), com vers o de Pedro de Almeida, Serra da Boa Esperan a (Lamartine Babo), Guacyra (Hekel Tavares e Joracy Camargo), Casinha pequenina, gua (Laura Campan r, Bel Carrilho Martins e Luisa Gimenez) e a faixa-t tulo, de Raul Torres. Lan amento Borage Diskos. Distribui o Ouver Entertainment. www.borage.com.br

 

Elaine Marin - "Elaine Marin"

Embora d vontade de destacar o clima de festa deste CD gravado ao vivo, vale mesmo dizer que um trabalho de primor po tico e musical. E n o mesmo uma alegria isso?!? Elaine Marin floresce e aparece num trabalho consistente e sincero. J de cara uma autobiografia corajosa e, ao mesmo tempo, feita com simplicidade. Eu... introduz o ouvinte no universo dela, com Elaine entoando voz e tamborim. Na seq ncia, ela tamb m mostra como sabe andar em boa companhia. Em Pra depois, dela em parceria com Giselle Furlanetto, est o nos instrumentos Paulo Padilha, no arranjo e viol o de nylon, Dante Ozzetti, no viol o de a o, Clara Bastos, no baixo ac stico, Simone Julian e Hugo Hori, nas flautas, Lincoln Antonio, no piano, Simone Soul, na bateria e percuss o, e Nat lia Mallo dividindo os vocais com Elaine. Ufa! Mas vale a pena citar. Esses s o a maioria dos m sicos que a acompanham por todas as faixas. O CD segue com Quis saber, com arranjo de Paulo Lepetit. A quarta Amostra gr tis, dela e Nat lia Mallo, que tamb m participa com voz e viol o de a o. Aqui Elaine tamb m toca viol o de nylon. Plano, a quinta m sica, embora traga a linguagem moderna de Elaine e m sicos t o contempor neos, ao mesmo tempo lembra o clima das melhores can es de uma grande compositora dos anos 60 e 70, chamada Sueli Costa. Ela ainda est na ativa, embora a m dia ignore. De volta ao trabalho de Elaine, Aconteceu a sexta m sica, com Elaine dividindo os vocais com Paulo Padilha, Tata Fernandes, Simone Julian e Hugo Hori. Segue com Chantagem, com uma letra que traz a crueza de quem quer se fazer escutar: "Se eu adoe o pra te chantagear". Depois vem Mist rio, com voz e viol o de Elaine e Djemb de Simone Soul. A seguir, Pequena f bula de uma cigarra anoitecida, com um emocionante coro de 18 crian as que trazem ainda mais magia e alto astral para uma can o j bonita por natureza. Depois v m duas can es nas quais Elaine divide a parceria com Siomara Thomaz. Seresta, com arranjo do pr mio Visa de melhor compositor Dante Ozzetti e High-tech melody. Fotos, a pr xima, uma aventura bem contada com um afinad ssimo coro feminino. Segue com a bela O cara. Can o e letra gostosa, de se deixar levar. Susana Salles tamb m participa cantando a m sica. Com voc encerra o trabalho em clima de festa mesmo, numa levada bem a moda da dita vanguarda paulistana do in cio dos anos 80. Nos vocais, Elaine conseguiu juntar o ontem e sempre dessa vanguarda com as vozes de Suzana Salles e N Ozzetti, passando por Tata Fernandes, Vange Milliet, Miriam Maria, Titane e agora Nat lia Mallo. Extraordin rio conjunto. Lan amento Cigarra Music. Tel. (11) 3159-1264 ou e-mail: cigarraprod@bol.com.br  (Por S rgio Foga a)

 

Em lio Santiago - "Um Sorriso nos L bios"

Bela homenagem de Em lio Santiago Gonzaguinha, o grande compositor, cuja morte foi lembrada ano passado, depois de dez anos. A voz emocionada de Em lio aparece com precis o tanto nos samb es de Gonzaguinha, como nas baladas mais rom nticas e inspiradas do compositor, filho de Luiz Gonzaga. O CD abre em alto astral com E vamos luta. Os arranjos n o economizaram instrumentos, colocando tudo que tem direito para a resolu o das m sicas. Metais, percuss o e cordas. Com o ambiente ainda em festa, o disco segue com O homem falou. Um samba bem ao gosto do int rprete. A terceira mexe na saudade mais comovente com Grito de alerta, uma das m sicas mais marcantes da carreira de Gonzaguinha. Segue com Espere por mim, morena, onde os arranjos, reg ncia e piano s o de Crist v o Bastos, que tamb m participa em outras faixas. Vale ainda destacar nessa m sica o acordeom de Toninho Ferragutti. O protesto n o poderia faltar. Este outro lado importante na carreira de Gonzaguinha. Nessa linha, Em lio escolheu Comportamento geral, a quinta faixa. Palavras, a pr xima, veio provar que o cantor n o escolheu s coisas bvias para o repert rio. Depois vem Deixa D lson e vamos Nelson, caindo no balan o novamente, seguida de De volta ao come o, mais um desses momentos m gicos de Gonzaguinha. Belo arranjo e destaque para o solo de Jess Sadoc, no flugel. A nona can o Com a perna no mundo, seguida de Ser, fazer e acontecer, quase um bolero marcado no baixo de Jamil Joanes. Com um p no romantismo de Gonzaguinha, o CD segue com Avassaladora. A d cima segunda Artistas da vida, seguida do grande sucesso Sangrando, momento de muita emo o do disco para Em lio, m sicos e ouvintes. Depois vem a can o t tulo do CD, Um sorriso nos l bios e O que o que ?, com Em lio acompanhado de um grande time de instrumentistas, como aconteceu durante todo o trabalho. O CD homenagem fecha com N o d mais pra segurar (explode cora o), com o int rprete acompanhado s pelo viol o de Jo o Lyra. Composi o harm nica de muita sensibilidade, deixando a interpreta o de Em lio mais intimista e emocionada. Saudades! Lan amento Sony Music - Tel. 0800-234425 (Por S rgio Foga a)

 

Gilson Peranzzetta - "Pingol "

Gilson Peranzzetta um m sico raro. A sua discografia conta 26 t tulos. O mais recente "Pingol ", lan ado pelo selo do pr prio artista, Marari Discos. um disco de choros da melhor qualidade. Entre os instrumentistas que o acompanham neste trabalho est o Carlinhos 7 Cordas (viol o), Henrique Cazes (cavaquinho), Beto Cazes (pandeiro), Paulo Russo (contrabaixo ac stico), Jo o Cortez (bateria), Rildo Hora (gaita), Marcello Gon alves (viol o), Paulo S rgio Santos (clarinete), Joel do Nascimento (bandolim) e Mauro Senise (flauta). Os 11 choros presentes no CD "Pingol " s o dedicados a pessoas queridas, como Hermeto Pascoal, Edu Lobo, Rildo Hora, Chiquinho do Acordeon, Tom Jobim, Mauro Senise e Luiz E a. O disco come a com Chorinho da Vov , em homenagem a D. Orminda, av do int rprete, e depois segue com Fazendo hora, Cheio de gra a, Bruxo, Choro do lobo, Choro sim, por que n o?!, Tom sur Tom, Luiz, E a pr voc , Mauro, se liga, Dalila e Abigail, al m da faixa-t tulo. Gilson Peranzzetta, que responde pela dire o musical, composi o e arranjos, j foi citado por Quincy Jones como um dos cinco maiores arranjadores do mundo e tamb m um dos melhores pianistas da atualidade. Suas m sicas j foram interpretadas por Ivan LIns, Nana Caymmi, Leila Pinheiro, Leny Andrdade, Sara Vaughan, Toots Thielemans, Shirley Horne, George Benson, Diane Reeves, Diane Schurr, entre outros grandes nomes. Em abril deste ano, Gilson leva sua m sica para a Alemanha, onde rege e toca com a Orquestra da R dio de Col nia. Lan amento Marari Discos. Tel (21) 2259-4499.  

 

Roda de Saia - "T de Olho"

O conjunto Roda de Saia vem trazer tempero feminino para o samba. Formado por quatro mulheres criadas em aut nticas rodas de samba carioca e apadrinhadas por ningu m menos que Martinho da Vila e Beth Carvalho, Ana Costa toca viol o, al m de compor sempre em dupla com Bianca Calcagni, que tamb m toca tantan, mais Ded Alves no pandeiro e Elaine Damasceno no cavaquinho. J tocaram com nomes importantes do g nero como Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Mestre Mar al, Jorge Arag o, Jovelina P rola Negra e Rildo Hora, entre outros. O CD do quarteto abre com a faixa t tulo T de olho, de Ana Costa, Bianca Calcagni e Agri o. Segue com Deixa falar, da dupla de compositoras mais Alceu Maia. Elas mesmas ensinam o refr o e ajudam na palma da m o. A terceira faixa Me faz sonhar, de Marcelo Guimar es e Alceu Maia, samba de linda melodia. Na mesma onda o trabalho segue com Voltar pra mim, de Fl vio Cardoso e Serginho Proc pio. Perfeita alquimia confirma a habilidade de compositoras da dupla Ana Costa e Bianca Calcagni. A sexta m sica Raz o de viver, da mesma dupla, seguida de Vem c , meu nego, m sica in dita de Martinho da Vila e Roque Ferreira. Mais samba in dito na seq ncia. De Arlindo Cruz e Jorge David as meninas cantam e tocam em Hora exata. A nona, Essa pra voc , tamb m de Ana Costa e Bianca Calcagni, uma can o inspirad ssima. A pen ltima Banho de felicidade, de Wilson Moreira e Adalto Magalh es, com as vozes afinadas do grupo, uma ode "aos pagodes da cidade". O CD termina com outro samba in dito, desta vez de Jorge Arag o e Fl vio Cardoso. Uns e alguns traz mais samba no p e na palma da m o. Pagode bom, verdadeiro e inspirado. Lan amento independente. E-mail: rodadesaia@ig.com.br  (Por S rgio Foga a)

 

Rodrigo Lessa - "Feito M o"

Com as participa es mais que especiais de Dona Ivone Lara, Joyce e Janita Salom , o cantor, compositor, instrumentista e arranjador Rodrigo Lessa lan a o CD "Feito M o". Choros, sambas, sonoridades afro-caribenhas, reggae, milonga, blues, funk, maxixe. Tudo isso est neste excelente segundo disco de Rodrigo, integrante dos grupos N em Pingo D gua e Pagode Jazz Sardinha's Club. As m sicas de "Feito M o" s o todas de Rodrigo, algumas em parceria com Eduardo Neves, Mauro Aguiar, M nica Sinelli e Thereza Lessa. O disco abre com Chinel o da madrugada. Na seq ncia, v m A do santo sagrada, com os viol es sempre bem-vindos de Lula Galv o e Rog rio Souza, Aldeia, com Dona Ivone Lara dando o tom, Casa de pens o, Patifaria, Voyeur e a cu ca bem colocada de Marcos Esguleba , Meu fraco perfume, Ela, uma homenagem a Elis Regina que tem a interpreta o de Joyce, O xis do charme e Virado pra Lua, feliz parceria com Mauro Aguiar. Et rea, com a viola caipira de Marcus Ferrer, Mouro amor e deriva, dedicada ao violonista e compositor Guinga, fecham o CD. Atuando com nomes como Ivan Lins, Leila Pinheiro, Paulinho da Viola, Guinga, Jo o Bosco, Ney Matogrosso, Crist v o Bastos e Johnny Alf, Rodrigo Lessa int rprete virtuoso e chega a um segundo disco mostrando que a m sica brasileira mesmo uma caixa imensur vel de talento. Site do artista: www.rodrigolessa.com.br .

 

Silvia Goes - "Piano Brasileira"

sempre um prazer escutar um bom piano. Se o pianista for excelente, melhor ainda. A sauda o para Silvia Goes com seu "Piano Brasileira", um dos tr s t tulos de estr ia da editora e selo Maritaca, da flautista e compositora L a Freire. A distribui o e parceria da gravadora N cleo Contempor neo, agregando uma iluminada trupe da mais alta qualidade quando se fala em m sica instrumental brasileira. De volta ao trabalho de Silvia Goes, o CD possui 12 faixas, sendo 11 in ditas. O disco abre exatamente com a releitura de Tico-tico no fub , de Zequinha de Abreu, com Silvia dando banho de interpreta o, mostrando seu jeito pr prio e vigoroso de tocar. Depois o CD segue com suas composi es at a 12 faixa. A segunda Hello Heloisa, um bai o feito especialmente para o nascimento da neta da compositora. A doce flauta de L a Freire, que produziu o CD, marca presen a. Lembrando tamb m que a co-produ o foi feita pelo saxofonista e compositor Teco Cardoso. Valsa n 1, a terceira, transpira emo o entre os dedos da pianista. Segue com Falta pouco, outra homenagem para a neta. Expectativa e felicidade, entre choro e can o. Cachorrada, a quinta m sica, foi uma inspira o que a artista teve a partir do latido de cachorros. Bem brasileiro. J o dia-a-dia do conv vio familiar inspirou Conflito de gera es. Bela introdu o seguida tamb m do namoro de Silvia com o chorinho. Mas a m sica n o se restringe a um s ambiente sonoro, como sugere o t tulo. Esta a can o mais longa do CD, com seis minutos. As outras t m entre quatro e cinco minutos, em m dia. O baix o, creio, de Arismar do Esp rito Santo. A s tima can o Velho amigo, definida pela pianista como choro-can o. Abril a oitava, um bolero que j foi gravado por Roberto Sion. A seguir vem Te enganei, uma brincadeira em cima de express es usadas pelos ga chos, com o acompanhamento da flauta de L a Freire e o baixo percussivo de Arismar. Depois vem o delicioso choro Pregui a medonha, que ganhou o subt tulo de Menino, sai da rede!. A d cima primeira m sica Mr. Claire, can o dedicada a Claire Fisher, m sico que teve grande influ ncia na carreira de Silvia. O inspirado CD fecha com Para sempre, uma valsa que retrata a despedida de um grande amigo. Lan amento Maritaca. Distribui o N cleo Contempor neo. Tel. (11) 3873-1386 ou pelo site www.nucleo.art.br  (Por S rgio Foga a)

 

Madan, Kl ber Albuquerque, Luiz Gayotto e lio Camalle - "UmdoUmdoUm"

Um projeto inusitado e curioso une coincid ncias e forte apelo musical. O CD "UmdoUmdoUm" traz quatro grandes compositores e int rpretes contempor neos, todos j com dois discos individuais lan ados pela gravadora Dabli . Madan, Kl ber Albuquerque, Luiz Gayotto e lio Camalle se juntaram para gravar, pela mesma gravadora, um CD in dito no reveillon do ano passado. Foi a grava o ao vivo do primeiro CD do mil nio. Foram quatro apresenta es no KVA Pub, em S o Paulo, em todas as sextas-feiras de dezembro de 2000, que culminaram com o show especial gravado na noite do reveillon de 2000 para 2001, dentro de um est dio. Uma festa! O CD inicia com energia pura por meio da pr pria contagem feita por convidados e m sicos para a entrada do novo mil nio, ao mesmo tempo em que inicia a m sica Isopor, de Kl ber Albuquerque e lio Camalle. Mais que apropriada, a m sica "tudo de bom!". Segue com a inspirada Pele, de Madan e Olga Savary. Madan tamb m grande int rprete de suas composi es. A terceira faixa O preconceito, de Luiz Gayotto, um verdadeiro tratado sobre o assunto. Uma li o. Depois vem A dan a, de lio Camalle. Uma m sica de sutileza cortante sobre os contrastes da vida. A quinta Espera, de Kl ber Albuquerque. Letra sentida que serve para exorcizar a eterna espera de um amor que n o volta mais. De Madan e Arnaldo Antunes a pr xima can o. D vida m sica e letra flor da pele. Depois vem a sens vel Super-nova, de Luiz Gayotto e Kl ber Albuquerque, seguida de Cabe a, de lio Camalle. A nona m sica Manjedoura, de Kl ber Albuquerque. Linda can o que traz para os tempos atuais um assunto t o milenar. Depois vem um blues de Madan e Ademir Assun o. Londrix uma uni o evidente de dois poetas numa composi o. A d cima primeira Vig lia, de Kl ber Albuquerque, que est entre o forr e o pop, mas a letra mesmo que chama a aten o. Segue com Waldirene, de lio Camalle e Kl ber Albuquerque. O pandeiro de Gayotto d uma marca o precisa para lio cantar quase como um rap. O CD fecha com O teu poder, de Luiz Gayotto, um incentivo para ir luta. Eles foram, e n s ganhamos um belo trabalho. Lan amento Dabli . Tel. (11) 3079-1843/0372 (Por S rgio Foga a)

 

Xangai e Quinteto da Para ba - "Brasileran a"

Xangai um desses artistas que conseguem imprimir sua marca dentro do cen rio musical com categoria. Neste seu mais recente trabalho ele soube promover muito bem a jun o do popular com erudito tocando em parceria com o Quinteto da Para ba. Este j o segundo CD em que os m sicos trabalham juntos. O primeiro foi "Um Abra o pra ti, Pequenina", lan ado em 1998. Com "Brasileran a", Xangai amplia o projeto que extrapola a id ia de CD, apresentando o repert rio tamb m em r dio, TV e teatro. O disco come a com Meninos, de Juraildes da Cruz, com um envolvente arranjo de S rgio Galo, que tamb m arranja outras faixas. Depois vem uma extensa can o em cinco movimentos, dir amos assim. Tudo incluso na faixa dois. Primeiro, G rias do Norte, de Jacinto Silva e Onildo Almeida, seguida de Brasil x Portugal, de Xisto Medeiros e L cio Lins. A parte C Coco sincopado, de Jacinto Silva, e, na emenda, De quinze pra tr s, de Xangai e Pinto Pelado, e fecha com O sapo no saco, de Jararaca e Ratinho. A terceira m sica Xangai executa s , ao viol o. Luz dourada, de Juraildes da Cruz, mostra a habilidade de voz e viol o do cantor e instrumentista vigoroso. A m sica incidental B rad ro, de Chico C sar, anuncia o sert o de Para ba, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, pr xima can o. Um cl ssico com arranjo sinf nico de Guerra Peixe adaptado para o Quinteto por Adail Fernandes. Ficou classe. Mais Chico C sar, agora com a can o onde o pr prio participa tendo composto, arranjando junto com S rgio Galo, e dividindo os vocais com Xangai. Trata-se de Utopia, que Chico comp s especialmente para Xangai. O CD prossegue com Curvas do rio, de Elomar, companheiro de Xangai na hist rica s rie "Cantoria", da qual tamb m participaram Vital Farias e Geraldo Azevedo. Depois v m, em dois movimentos, N o brincadeira, de Maciel Melo, que tamb m participa nos vocais, seguida de Poema de Rogaciano Leite, do livro "Carne e Alma". A oitava faixa Gago grego, de Jacinto Silva, com Xangai entoando a m sica a capela, com voz dobrada. Cantada, de Elomar, a nona, seguida de Pequenina, que Renato Teixeira tamb m comp s especialmente para Xangai. El carretero, de Jos Ren Moreno K., traz letra e est tica musical em espanhol. A d cima segunda outra can o do CD que tamb m vem em tr s movimentos. Abre com Serra da Borborema, de Agripino Aroeira, seguida de Balan o da sereia, de D o do Bai o, e fecha com Quem casou, casou, de Elias Jos Alves. Na pr xima can o, a especial ssima participa o do sax alto de Nailor Proveta. Kukukaia, de C tia de Fran a, prima pelo alto astral encaixado em boa m sica e letra. O CD fecha com uma nova grava o do maior sucesso de Xangai nos palcos. Trata-se de O ABC do pregui oso (Ai d eu sodade), de compositor an nimo, adaptada por Xangai com ele s , ao viol o. Tradi o! A tempo, o Quinteto da Para ba Yerko Tabilo, 1 violino, Ronedilk Dantas, 2 violino, Samuel Espinoza, viola, Nelson Videla, violoncelo e Xisto Medeiros, contrabaixo. Lan amento Kuarup. Para adquirir, clique na capa do CD e entre diretamente no site Kuarup. (Por S rgio Foga a)